Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. 26 Março - Manifestação N...

. Os jovens estão com a CDU

. 6 de Agosto - Juventude C...

. Juventude CDU apresenta m...

. A Juventude também luta!

. Vasco Granja o divulgador...

. Cartaz infantil pouco ape...

. Torneio AGIT

. Jovens exigem mudanças na...

. 20 anos a agir com os jov...

. Um País entre os piores n...

. Cidadania activa junto da...

. II Festival ART Jovem em ...

. Um outro olhar sobre o Di...

. II Festival ART Jovem

. Festival jovem em jeito d...

. Festival jovem de Telheir...

. Comemoração do Movimento ...

. Juventude CDU

. Juventude CDU

. ‘Teenagers in the night’

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

.Contacta a CDU Lumiar:

E-mail: cdulumiar@sapo.pt ; Website: http://cdulumiar.no.sapo.pt

.Fotos do Sapo

http://fotos.sapo.pt/login?to=manage
Sábado, 20 de Março de 2010

26 Março - Manifestação Nacional de Jovens Trabalhadores

19262_1185192600891_1560541831_417867_2227541_n.jpg

publicado por teresa roque às 17:50
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

Os jovens estão com a CDU

 

Temas: ,
publicado por Sobreda às 00:56
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 6 de Agosto de 2009

6 de Agosto - Juventude CDU realiza Debate sobre o Emprego

jotaemprego.jpg 
 

publicado por cdulumiar às 10:31
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 30 de Julho de 2009

Juventude CDU apresenta medidas urgentes

medidasurgentesjuventude.jpgA Juventude CDU apresentou um conjunto de medidas urgentes para a Juventude, que são simultaneamente um compromisso dos candidatos a deputado pela CDU e um compromisso de luta da Juventude CDU. 

Ler as Medidas Urgentes em PDF

 

Temas: ,
publicado por teresa roque às 00:38
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Domingo, 31 de Maio de 2009

A Juventude também luta!

Temas: ,
publicado por Sobreda às 09:27
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Terça-feira, 5 de Maio de 2009

Vasco Granja o divulgador de BD e animação

Vasco Granja (Fot. Bruno Barbosa)

 

Divulgador de banda desenhada e do cinema de animação em Portugal, Vasco Granja morreu ontem aos 83 anos, informou fonte do Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem. Vasco Granja, que conduziu na RTP mais de um milhar de programas dedicado à animação e foi o último director da revista Tintim, morreu de madrugada numa clínica de cuidados continuados em Cascais.
“Cinéfilo impenitente” e militante do Partido Comunista Português, Vasco Granja foi detido duas vezes pela PIDE por organizar sessões de cinema, muitas delas com filmes que ia buscar por conta própria às embaixadas em Lisboa.
Iniciando as emissões com um saudoso “olá amiguinhos”, Vasco gravou cerca de mil programas entre 1974 e 1990, onde apresentou personagens como Bugs Bunny e a Pantera Cor-de-Rosa, mas também a animação que havia para lá das portas do castelo de Walt Disney. No entanto, a maioria destes programas, intitulados ‘Cinema de Animação’, terá sido apagada dos arquivos da televisão pública.
Através do programa, o público juvenil, agora adulto, tinha oportunidade de ver, por vezes sem compreender, histórias de bonecos de plasticina, sombras chinesas ou com ursos de peluche animados. A televisão deu-lhe um maior reconhecimento público mas o interesse pelas histórias aos quadradinhos surgiu muito tempo antes, quando Vasco Granja lia as revistas ‘O Mosquito’ e ‘Tic-Tac’ e passava horas nos cineclubes.
Autodidacta e curioso, Vasco Granja passou a frequentar os festivais de BD no estrangeiro e organizou ciclos de cinema de animação, dois dos quais para os detidos na Cadeia do Linhó. Integrou por duas vezes o júri do festival de Angôuleme, em França, e em 1960 participou no primeiro Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy.
Teve vários empregos que alimentavam o vício da banda desenhada, numa casa de fotografia, numa tabacaria ou Armazéns do Chiado e, finalmente, na livraria Bertrand, onde permaneceu quase trinta anos e dirigiu a revista Tintin. E é a ele que se deve a publicação de Corto Maltese, de Hugo Pratt pela Bertrand.
Foi ainda determinante no arranque do Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, que o homenageou com um troféu de honra em 1996. Vasco Granja, que durante muitos anos ficou conhecido como “o pai da pantera cor-de-rosa”, nasceu a 10 de Julho de 1925, em Campo de Ourique, Lisboa, fez apenas o ensino primário, casou e teve uma filha. Dizia que o seu herói era o Bugs Bunny.
O corpo do divulgador de BD estará em câmara ardente a partir das 18h30 de hoje na capela da Damaia, na Amadora. O funeral realiza-se terça-feira a partir das 15h para o Cemitério de Rio de Mouro, Sintra, onde o corpo será cremado.
 
Ver http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Cultura/Interior.aspx?content_id=134026
Ler entrevista IN www.amordeperdicao.pt/especiais_solo.asp?artigoid=119
publicado por Sobreda às 00:43
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

Cartaz infantil pouco apelativo para a CML

 

As crianças de um infantário, em Entrecampos, elaboraram um projecto cívico que visava sensibilizar os cidadãos para terem atenção aos outros. Para isso fizeram vários cartazes para afixar em alguns estabelecimentos da sua rua. A CML, vizinha do infantário, recusou a afixação do cartaz por não o considerar ‘apelativo’.
Porque existem pessoas diferentes de nós que sentem dificuldades todos os dias e precisam da nossa ajuda, os meninos do Infantário, situado na Avenida 5 de Outubro, elaboraram o projecto ‘Cinco Sentidos’, destinado a alertar o cidadão para vários problemas, como carros estacionados em cima dos passeios, lixo na via pública ou pessoas que precisam de ajuda para atravessar as ruas, entre muitos outros temas.
Sendo um projecto de carácter interventivo, os meninos tiveram a ideia de elaborar e distribuir cartazes em vários estabelecimentos da nossa rua, com vista a informar e consciencializar cada cidadão para uma mudança de comportamento e atitude a bem de todos.
Qual não foi o seu espanto quando, após apelar a seis pessoas diferentes, com cargos e funções variadas, a própria CML - sua vizinha -, não autorizou a colocação do cartaz no seu átrio. Ainda boquiabertos com a escola ficou ainda mais incrédula e atónita com a justificação da CML: “Esteticamente o cartaz não é apelativo e não se enquadra naquilo que consideramos aceitável” (?)
Posto isto, a escola lamenta ainda o facto de as referidas pessoas não terem a coragem e dignidade de se dirigirem às crianças, que aguardavam ansiosamente cá fora, e lhes explicassem o motivo da recusa.
Como é que se explica a um grupo de crianças com 4 e 5 anos, que a burocracia do nosso país ultrapassa as justificações lógicas, se sobrepõe ao bom senso e limita as consciências e a visão do mundo?
Dizem que deixem a resposta à consciência de cada um. “Em nome de todos os elementos da nossa instituição, venho assim mostrar a minha indignação e total incompreensão face a esta atitude.
No entanto, queremos deixar claro que não vamos esmorecer, tão pouco cruzar os braços, porque acima de tudo acreditamos que com pequenos gestos, sejam eles esteticamente aceites ou não, podemos tornar a vida de cada um, um pouco melhor. É nesta base que continuaremos a educar as nossas crianças - os cidadãos do futuro”.
Mas nunca com os exemplos burocráticos dos responsáveis camarários.
 
Ver http://dn.sapo.pt/inicio/opiniao/jornalismocidadao.aspx?content_id=1211570
publicado por Sobreda às 00:22
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 9 de Abril de 2009

Torneio AGIT

trnagit.jpg

Como é costume, todos os anos, a JCP e o Jornal AGIT, organizam um torneio de futebol, aberto a todos os jovens de norte a sul do país. Sendo uma iniciativa de carácter desportivo, é também uma forma de aproximar os jovens da luta travada pela JCP.

Todas as partidas se tornam, rapidamente, em locais de discussão dos problemas que afectam tanto os estudantes como os jovens trabalhadores. Por isso, esta iniciativa, será certamente uma oportunidade de fazer novos amigos e de trazer os que já se têm, dando a este torneio uma característica fortemente ligada a união de todos os jovens na defesa dos seus direitos e aspirações.

Lê aqui o Regulamento e inscreve-te já!

publicado por teresa roque às 14:34
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Domingo, 29 de Março de 2009

Jovens exigem mudanças nas políticas de emprego

Algumas centenas de jovens desfilaram ontem pela Baixa de Lisboa, numa manifestação organizada pela GTP-IN, reclamando mudanças das políticas de emprego.

“Quem luta sempre alcança, queremos a mudança” e “É preciso que isto mude, emprego para a juventude” eram algumas das 'palavras de ordem' da manifestação, que percorreu durante a tarde algumas ruas da Baixa de Lisboa, terminando com um 'mini-comício' do secretário-geral da CGTP.
Na sua intervenção, Carvalho da Silva utilizou, aliás, diversas vezes a palavra ‘mudança’, exigindo alterações nas políticas do Governo. “Uma das maiores nódoas deste Governo é a legislação laboral”, sublinhou, considerando que “o progresso não é possível com estas políticas” porque na prática o que o executivo tem oferecido é “mais precariedade, baixos salários e desemprego”.
“É criminoso dizer que os direitos sociais e laborais têm de ser diminuídos em relação ao que os vossos pais e avós tinham”, acusou, insistindo que “Portugal tem todas as condições para ser um país onde, no futuro, se viva melhor. Não aceitem a regressão das condições de trabalho”, pediu Carvalho da Silva aos jovens que o ouviam na Praça da Figueira.
Elegendo o fim do trabalho precário como “uma prioridade”, o secretário-geral da CGTP-IN incentivou ainda os jovens a continuarem a lutar porque “é preciso que isto mude”.
Ainda durante a manifestação, que começou no Rossio, subiu a Rua do Ouro, desceu a Rua da Prata e terminou na Praça da Figueira, os jovens receberam o apoio e solidariedade do secretário-geral do PCP. “No mínimo tinha a exigência de estar solidário com estes jovens”, disse aos jornalistas, junto à Rua Augusta, onde assistiu à passagem dos manifestantes.
Criticando as políticas seguidas nos últimos anos, que elegeram os jovens como “alvo preferencial”, Jerónimo de Sousa recordou que é entre os mais novos que existe um maior número de trabalhadores precários. Além disso, acrescentou, são também os jovens a serem despedidos.
Em declarações aos jornalistas ainda antes do início da manifestação, o secretário-geral da CGTP-IN estimou que existam entre 23 a 25% trabalhadores precários em Portugal. “É o terceiro país da União Europeia com maior percentagem de trabalhadores precários”.
 
Ver http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Lisboa&Concelho=Lisboa&Option=Interior&content_id=1184566
publicado por Sobreda às 00:31
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009

20 anos a agir com os jovens e para os jovens!

A 25 de Fevereiro de 2009 a Ecolojovem-“Os Verdes” celebra os seus 20 anos, ao longo dos quais tem trabalhado e orientado as suas acções tendo em conta as especificidades da Juventude.

A Ecolojovem-“Os Verdes” tem agido contra a exploração, a opressão, o imperialismo e todo o tipo de discriminações, de modo a alcançar a sustentabilidade do meio ambiente, a paz, a justiça e o progresso social.
Os jovens ecologistas têm trabalhado em prol de uma sociedade ecológica, equilibrada e sustentável onde seja possível concretizar os direitos e aspirações juvenis.
Acreditamos que o reforço do projecto ecologista passa, fundamentalmente, pela participação e intervenção dos jovens e que, só assim, é possível a sua consolidação.
A comemoração do XX Aniversário da Ecolojovem-“Os Verdes” terá lugar no próximo fim-de-semana, de 20 a 22 de Fevereiro, em Aveiro e será um momento de comemoração e de festa, de convívio e de boa disposição, de troca de experiências e ideias.
Participa, podes trazer outro(s) amigo(s) também!
 
Programa do XX Aniversário da Ecolojovem-“Os Verdes”
 
 
Sábado, dia 21/02
  • recepção na Pousada de Juventude
  • visita ao Parque da Cidade
  • almoço
  • preparação da 11ª Convenção do Partido Ecologista “Os Verdes
  • jantar-convívio de aniversário com a participação de dirigentes de “Os Verdes
Domingo, dia 22/02
  • BUGApapper
  • almoço
  • passeio de barco
Para mais informações contactar ecolojovem@osverdes.pt
 
Ver www.osverdes.pt/index01.html
Temas: ,
publicado por Sobreda às 00:15
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008

Um País entre os piores nos cuidados infantis

Portugal, ao ser analisado no conjunto dos 25 países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), fica nos últimos lugares em termos de equipamentos e de medidas de apoio à infância, onde apenas a Suécia cumpre todos os dez padrões exigidos.

O País cumpre apenas quatro desses dez padrões e chumba nos apoios aos menores de três anos, no baixo investimento público nos cuidados de apoio, na falta de formação superior do pessoal especializado, no baixo rácio de funcionários por criança e na elevada taxa de pobreza infantil, que é o dobro do indicado pela OCDE, sendo ainda um dos piores países da OCDE ao nível dos equipamentos e assistência à infância.
Não cumpre na licença parental, no investimento público e na formação superior dos funcionários, considerados insuficientes, e na taxa de pobreza (quase 20%), considerada excessiva. É no grupo etário dos três anos que o défice é maior: só 23% destas crianças estão em estruturas licenciadas apoiadas, quando 70% das mães trabalham a tempo inteiro.
Estas são as conclusões de um relatório do Centro de Pesquisa Innocenti, da Unicef, apresentado em Florença. “A Transição dos Cuidados Infantis, uma tabela classificativa dos serviços de educação e cuidados na primeira infância nos países economicamente desenvolvidos” e que constitui um estudo comparativo sobre os padrões considerados necessários para acompanhar as crianças numa fase de mudança.
Essa mudança é caracterizada pelo acesso das mulheres ao mercado de trabalho. “Mais de dois terços de todas as mulheres da OCDE em idade activa trabalham fora de casa” e “a participação feminina faz crescer o PIB”. Por outro lado, “uma economia global mais competitiva baseada no conhecimento está a ajudar a convencer os Governos e os pais de que a educação pré-escolar é um investimento no sucesso académico. E, por último, “alguns países da OCDE começaram a encarar os serviços de cuidados infantis com uma maneira de lutar contra o decréscimo da natalidade”, explicam os peritos.
Um destes países é a França, que aumentou substancialmente o índice de fecundidade (IF) com as novas medidas destinadas à infância e à família, tendo passado de um índice de 1,66 (em 1993) para 1,98 (em 2007). O IF de Portugal é de apenas 1,3 crianças por mulher em idade fértil.
Um dos padrões necessários à mudança é uma licença parental de um ano com um salário a 50%, o que já é possível na Suécia, Dinamarca, Noruega, Finlândia, França, Noruega e Hungria. Por exemplo, a licença de maternidade dos noruegueses e dos franceses é cinco vezes superior à dos portugueses.
Uma cobertura de creches gratuitas ou subsidiadas de 25% das crianças entre os zero e os três anos é a meta da OCDE, mas os líderes da UE concordaram em ir mais longe e em aumentar a fasquia para os 35% até 2010.
Eis porque Portugal continua muito, muito longe, destes objectivos europeus.
 
Ver http://dn.sapo.pt/2008/12/12/sociedade/portugal_entre_piores_cuidados_infan.html
publicado por Sobreda às 00:08
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 5 de Novembro de 2008

Cidadania activa junto das crianças

Dando continuidade ao trabalho desenvolvido nos últimos anos, a Junta de Carnide está a promover a circulação de ‘Baús da Cidadania’ por todas as salas de Jardim de infância e de 1º Ciclo da Freguesia.

No total são 10 baús que ao longo do ano lectivo irão circular pelas salas, sendo instrumentos de intercâmbio e de promoção da cidadania junto das crianças.

No ano passado, no âmbito do Orçamento Participativo de Crianças e Jovens foi promovido o debate em torno das prioridades para Carnide junto de centenas de crianças e jovens. O resultado foi a apresentação de várias propostas, algumas das quais já executadas.

publicado por Sobreda às 01:32
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Sábado, 7 de Junho de 2008

II Festival ART Jovem em Telheiras

 

 

Tem lugar este fim-de-semana de 7 e 8 de Junho, nos Jardins da Praça Central de Telheiras, e sempre a partir das 15h, o II Festival ART Jovem.

Esta 2ª edição esteve prevista para o passado mês de Maio, mas foi adiada devido à intempérie, como, aliás, a própria organização já previa 1.
O programa de hoje, sábado, contempla animação infantil, demonstração de ritmos latinos, ‘Bluzz’ e ‘under-live’ concertos, a transmissão ao vivo do jogo inicial de Portugal no Campeonato da Europa, intercalado por um jantar volante.
Amanhã será o dia das danças, começando com um workshop de danças juvenis, seguindo-se as africanas, a salsa, o hip-hop e os ritmos urbanos, uma Academia musical e outros concertos. A sessão terminará com um original ‘cine-lençol’ 2.
Será todo um bairro num só Jardim. Participe!
 

1. Ver http://cdulumiar.blogs.sapo.pt/257475.html

2. Ver www.artjovem.blogspot.com

publicado por Sobreda às 11:29
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 2 de Junho de 2008

Um outro olhar sobre o Dia Mundial da Criança

Um total de 5.161 crianças da Amadora, Cascais, Lisboa, Loures, Odivelas, Oeiras e Sintra foram entrevistadas pessoalmente nos anos lectivos de 2004/2005 e 2005/2006. A média de idades é de nove anos. A amostra é representativa das crianças que, naqueles concelhos, frequentavam os 3º e 4º anos do 1º ciclo do ensino público.

O inquérito resultou do estudo “Um olhar sobre a pobreza infantil : análise das condições de vida das crianças” produzido por um grupo de investigadores do Instituto Superior de Economia e Gestão e do Instituto de Apoio à Criança.
O livro com os resultados do estudo vai ser lançado na terça-feira, no ISEG, e aborda um tema “pouco estudado em Portugal” onde, segundo o Eurostat, se registam das taxas de pobreza infantil mais elevadas da União Europeia (25% em 2005).
Para os autores, a pobreza não se reduz, contudo, aos rendimentos das famílias, que é o que o Eurostat avalia. Optaram assim por “dar voz às crianças” de forma a detectar, através de inquéritos, a “existência de carências em áreas fulcrais do bem-estar”.
Comer sopa, prato e fruta antes de deitar não é um hábito enraizado entre os inquiridos e 6% diz mesmo que o seu jantar costuma ser apenas “sopa e pão” ou então “sopa, pão e fruta”. Para a investigadora, este é um dado preocupante: “Uma refeição completa é o que é considerado essencial para o desenvolvimento da criança, é o que qualquer cantina de escola oferece”.
Com efeito, muitas crianças da grande Lisboa não comem jantar completo. Geralmente sentem-se felizes, gostam da escola e do bairro onde vivem. Mas quase metade (45,8%) das 5.000 crianças inquiridas em sete concelhos da Grande Lisboa dizem que sentem que a família tem dificuldades financeiras.
Apesar de serem raras as que afirmam que não têm comida em casa quando têm fome (2,4%), só uma pequena parcela (12%) costuma fazer uma refeição completa de sopa, prato e fruta ao jantar. O que, segundo um grupo de investigadores, indicia “potenciais problemas ao nível da dieta alimentar”.
Poucas são também as crianças (39,3%) que vão ao médico por rotina. “Significa que não vão lá para aquelas consultas próprias de crianças desta idade, ver como está a altura, o peso, ver se está tudo bem. E, uma vez mais, isto não acontece necessariamente ou apenas nas famílias carenciadas”.
Como ajudas em casa? Esta era outra pergunta às crianças: 27,5% ajudam a tomar conta dos irmãos e 10% dizem que ajudam os pais nas respectivas profissões. Nalguns casos, se estas crianças gastarem muito tempo a “ajudar o pai no café, por exemplo”, poderão estar a ser prejudicadas. Trabalho infantil? É um país no século XXI à beira-mar plantado.
 

Ver http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1330805

publicado por Sobreda às 02:13
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 22 de Maio de 2008

II Festival ART Jovem

 

 

Realiza-se neste fim-de-semana de 24 e 25 de Maio o II Festival da Juventude de Telheiras, nos Jardins da Praça Central.

Dirigido a todos os escalões etários, com muita animação, concertos, dança e jogos.

Todo um bairro num Jardim. Participe!

 

 

Nota: A organização informa que no caso de se verificar mau tempo, o Festival poderá ter de ser adiado para o fim-de-semana seguinte.

 

Sobre o I Festival ler http://cdulumiar.blogs.sapo.pt/155218.html e http://cdulumiar.blogs.sapo.pt/170368.html

publicado por Sobreda às 11:01
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007

Festival jovem em jeito de balanço

Decorreu há três semanas atrás, dias 10 e 11 de Novembro, o I Festival Jovem de Telheiras 1.
O grupo ARTjovem, um pequeno grupo em crescimento de jovens em Telheiras, faz agora o balanço da organização daquele festival, e, onde no início muitos temiam pela mais que provável pequena aderência, veio afinal a revelar-se um sucesso.
Desde a barraquinha dos comes e bebes a preços simbólicos de Arts (cada um 0,25€), a workshops de hiphop, tai-chi ou yoga, e tocadores de harpa e djambé. Mas também com historinhas para as crianças, como ‘O castanheiro mágico’, joguinhos para toda a família e, no fim, concertos pelos mais talentosos 2.

Em suma, segundo a ARTjovem este 1º Festival foi um sucesso!
 
1. Ver http://cdulumiar.blogs.sapo.pt/155218.html
2. Ver http://nucleoap.blogspot.com/2007/11/1-festival-de-telheiras.html
Ver fotos IN http://nucleoap.blogspot.com/2007/11/as-fotos.html
publicado por Sobreda às 01:08
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 8 de Novembro de 2007

Festival jovem de Telheiras

Vai ter lugar no próximo fim de semana, dias 10 e 11 de Novembro, o I Festival de Telheiras, organizado pelo grupo ART Jovem, a ter lugar nos Jardins da Praça Central de Telheiras, junto à estação do Metropolitano.

Num colorido folheto profusamente afixado no bairro, apela-se à participação dos moradores em actividades para toda a família, entre as 14h30 e as 19h30, desde a feira da tralha, desporto, workshops, concertos, actividades para crianças e comes e bebes.

Toda a organização é da responsabilidade dos jovens, que pediram e receberam o apoio de diversas empresas e instituições. Entre as contactadas, mas que negaram qualquer tipo de apoio, conta-se a Junta de Freguesia do Lumiar, o que se lamenta. Talvez se deva ao facto de a iniciativa não ser sua, mas ‘apenas’ dos filhos dos residentes em Telheiras.

Do programa destaca-se, no sábado, workshops de Hip-hop e Tai-chi, leituras infantis e dois concertos por bandas locais. No domingo, novos workshops de Hip-hop e de Yoga, e dois novos espectáculos musicais com intérpretes jovens.

A entrada é livre. No caso de condições climatéricas adversas, a organização informa que adiará o Festival para o fim de semana seguinte, dias 17 e 18 de Novembro. O grupo ART Jovem pode ser contactado pelo endereço art.jovem@hotmail.com

publicado por Sobreda às 01:08
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 6 de Setembro de 2007

Comemoração do Movimento dos Festivais Mundiais da Juventude e dos Estudantes

Comemoração do FMJE
Direitos universais
 
 

O direito à educação pública, gratuita e de qualidade, o direito ao emprego e o direito à soberania dos povos foram temas centrais das comemorações do 60.º aniversário do Movimento dos Festivais Mundiais da Juventude e dos Estudantes, realizado entre os dias 23 e 26, na Venezuela. A iniciativa contou com a participação de mais de mil delegados de 70 organizações diferentes, provenientes de 50 países.
Nestas actividades – promovidas pela Federação Mundial da Juventude Democrática, actualmente presidida pela JCP –, foi reafirmado o carácter anti-imperialista dos Festivais Mundiais da Juventude e dos Estudantes (FMJE).
Na sua intervenção ao longo dos dias, a JCP sublinhou o ataque que os jovens portugueses sofrem diariamente pelo Governo, que destrói as escolas públicas, privatiza as instituições do ensino superior, precariza as relações laborais, legaliza o trabalho temporário e os despedimentos sumários, sem esquecer os constantes e crescentes ataques às liberdades e garantias levados a cabo por ordem do executivo.
Foi ainda destacada a participação histórica das delegações portuguesas nos festivais, espaço onde denunciou a opressão colonialista portuguesa sobre São Tomé e Príncipe, Moçambique, Angola, Cabo Verde, Guiné, Goa, Damão, Diu, Macau e Timor, territórios reconhecidos como independentes nos FMJE pela primeira vez na história.
No dia 27, no seguimento das actividades da FMJD, realizou-se a segunda reunião consultiva internacional do 17.º FMJE, marcado pelo consenso em torno dos principais ideais que norteiam o movimento dos FMJE: contra o fascismo, o colonialismo, a militarização e a guerra, pela paz e transformação social.

Temas:
publicado por teresa roque às 10:08
editado por cdulumiar às 12:16
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Domingo, 8 de Julho de 2007

Juventude CDU

 

Os jovens que estudam, trabalham e vivem na cidade têm um papel activo e dinâmico, defendendo a intervenção participativa e activa na vida da cidade. As suas opiniões, questões e propostas devem ser ouvidas, pois fazem parte da solução dos problemas.

Acontece que muitas das medidas de apoio à juventude estão congeladas, enquanto outras acabaram de vez. É hora de serem tomadas importantes medidas na habitação para jovens, na melhoria de transportes públicos mais fluidos, da qualidade ambiental e do espaço público, na promoção e expansão da prática desportiva, na criação de mais espaços culturais, na construção de mais zonas lúdicas e espaços verdes, pelo que não podem ser vistos como meros consumidores passivos de grandes eventos comerciais ou de massas.

A Juventude da CDU propõe entre um leque de vastas medidas:

Reactivar o Conselho Municipal de Juventude aberto e participativo, criar um espaço sede para associações em formação, criar um programa inter-pelouros para possibilitar a utilização gratuita de salas de espectáculo, galerias, entre outras, dinamizar eventos culturais como a semana da Juventude e as Festas de Lisboa, em conjunto com associações culturais e juvenis do concelho, com carácter massificado e acesso gratuito à população, dinamizar e melhorar os Centros de Atendimento Juvenil.

É também hora de chamar população jovem para Lisboa, criando condições para que não sejam “empurrados” para fora da cidade, de os ouvir e apoiar as suas iniciativas. Porque os jovens são também uma “Força alternativa”.

 

Ver www.dorl.pcp.pt/cdulisboa/index.php?option=com_content&task=view&id=262&Itemid=43

publicado por Sobreda às 00:26
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 27 de Junho de 2007

Juventude CDU

 

Acho que Juventude CDU está de parabéns por ter concebido um excelente cartaz, com o lema força alternativa. Está colado em vários locais da cidade e nunca passa despercebido. E mais importante que tudo, passa a mensagem da data das eleições, pois os jovens (assim como alguns adultos) tendem a desligar-se destes assuntos, ainda por cima em período de férias.

Força Juventude CDU! A Força Alternativa!

Temas: ,
publicado por cdulumiar às 21:07
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Domingo, 27 de Maio de 2007

‘Teenagers in the night’

Miúdos de 12 anos e pouco mais aventuram-se a sair à noite com os amigos para se divertirem a jantar e a ouvir música em bares e discotecas. E dizem não ter medo de frequentar esses estabelecimentos nem andar nas ruas escuras de Lisboa.

A legislação só permite a entrada em bares e discotecas a quem tiver, no mínimo, 16 anos, mas os miúdos saem à noite e juntam-se todos na mesma zona de Lisboa, “porque é onde há discotecas que os deixam entrar”. “A noite forte da miudagem é à sexta-feira. No sábado já vêm menos” (…) “começam por jantar em restaurantes que cobram dez euros à refeição com bebidas à discrição. Saem de lá pela meia-noite, já bem bebidos com sangria, vão aos bares, mas consomem pouco. Só um shot ou dois e, à 01.30, vão para a discoteca”.

Este ‘fenómeno’ de miúdos tão novos, alguns só com 12 anos, a sair à noite, “é muito recente. Tem dois ou três anos” (…) “eles aparecem sempre, tanto a meio do mês como no início. Nunca têm falta de dinheiro para sair à noite, porque os pais não lhes dão mesada, mas sim semanada” 1.

Como o exemplo de duas raparigas de 14 anos, que tranquilamente passeavam pela madrugada. “Não. Não tenho medo de nada. Isto aqui é um dos sítios mais seguros que conheço. Nunca há problemas”, diz com muita convicção Teresa, que mora em Entrecampos. “Vou aos bares e discotecas de Santos, Bairro Alto e Alcântara. Costumo sair todas as noites, não é só ao fim-de-semana. Depois vou de táxi para casa. Não há cá essa história de virem os pais buscar-me à porta da discoteca”. Mas já teve noites com alguns sobressaltos.

Também a sua amiga Vanessa, que mora em Telheiras e frequenta a mesma escola de Teresa, explica que durante a semana, depois de jantarem em casa, costumam passar as noites com os amigos na rua e vão andando de uns sítios para outros. “Voltamos para casa lá para as 2.00 e de manhã vamos para as aulas, que começam às 8.10. Uma noite andámos por aí até às 4.30 e depois fomos para a escola na boa, sem sono nem nada”.

Valentes ‘teenagers’. Mesmo depois de Tiago Felizardo - o actor de 17 anos que interpreta o papel de Manuel Gouveia na novela Morangos com Açúcar - ter sido agredido numa discoteca, há uma semana 2. Teve de levar 60 pontos na cara e vai ter de se submeter a uma cirurgia estética 3. Exemplos da ‘night’. Com ou sem (in)segurança em Telheiras.

1. Ver http://dn.sapo.pt/2007/05/26/cidades/encontramse_zona_santos_sextasfeiras.html

2. Ver http://dn.sapo.pt/2007/05/26/cidades/miudos_andam_noite_lisboeta_medo.html

3. Ver www.tvi.iol.pt/informacao/noticia.php?id=811288

publicado por Sobreda às 00:20
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

.Contacta a CDU Lumiar:

E-mail: cdulumiar@sapo.pt ; Website: http://cdulumiar.no.sapo.pt

.Participar

. Participe neste blogue

.Fotos do Sapo

http://fotos.sapo.pt/login?to=manage