Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CDU LUMIAR

Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

CDU LUMIAR

Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

Feira da Luz pode estar em vias de extinção

Sobreda, 02.10.07

A edição deste ano da Feira da Luz, que encerrou este fim de semana, foi “uma vergonha”, acusa o presidente da Junta de Freguesia de Carnide, pois “está a tornar-se em algo meramente comercial, com as áreas cultural e religiosa a serem postas de parte”. Além disso, “a degradação e a desorganização do espaço não o tornam minimamente atractivo para os visitantes”. Este é o vaticínio de Paulo Quaresma, presidente da freguesia lisboeta onde todos os meses de Setembro o evento assenta arraiais.

A Feira da Luz, uma das mais antigas do país, tem vindo a perder a sua tipicidade. Cada vez mais, as bancas de artesanato, barros, tapetes e plantas têm dado lugar as rulotes de farturas que, segundo Paulo Quaresma, “pagam mais à Câmara de Lisboa” entidade que organiza o certame. Defendendo que o município deveria contar com a participação da Junta de Freguesia e da população para a organização da feira, o presidente de Carnide salientou que “mais de metade dos lugares disponíveis na feira para os comerciantes ficaram vazios”.

Com efeito, as queixas sobre o cenário actual e funcionamento da Feira da Luz não partem só da Junta de Freguesia, moradores e instituições sedeadas nas imediações. Também os comerciantes apontam para uma descida significativa dos negócios. “Isto está muito fraco, quase nem dá para as despesas” disse uma das vendedeiras, que há oito anos monta a sua banca na Feira da Luz. A proprietária daquele espaço atribui parte do desaire “à falta de animação do jardim e de actividades” que levem mais gente ao local.

Paulo Quaresma recordou que, o ano passado, a Junta de Freguesia apresentou uma proposta concreta à “Câmara para revisão do actual cenário da feira, mas que nada ainda foi decidido”.

 

Ver http://jn.sapo.pt/2007/09/30/pais/feira_luz_pode_estar_vias_extincao.html