Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Terça-feira, 2 de Outubro de 2007

Feira da Luz pode estar em vias de extinção

A edição deste ano da Feira da Luz, que encerrou este fim de semana, foi “uma vergonha”, acusa o presidente da Junta de Freguesia de Carnide, pois “está a tornar-se em algo meramente comercial, com as áreas cultural e religiosa a serem postas de parte”. Além disso, “a degradação e a desorganização do espaço não o tornam minimamente atractivo para os visitantes”. Este é o vaticínio de Paulo Quaresma, presidente da freguesia lisboeta onde todos os meses de Setembro o evento assenta arraiais.

A Feira da Luz, uma das mais antigas do país, tem vindo a perder a sua tipicidade. Cada vez mais, as bancas de artesanato, barros, tapetes e plantas têm dado lugar as rulotes de farturas que, segundo Paulo Quaresma, “pagam mais à Câmara de Lisboa” entidade que organiza o certame. Defendendo que o município deveria contar com a participação da Junta de Freguesia e da população para a organização da feira, o presidente de Carnide salientou que “mais de metade dos lugares disponíveis na feira para os comerciantes ficaram vazios”.

Com efeito, as queixas sobre o cenário actual e funcionamento da Feira da Luz não partem só da Junta de Freguesia, moradores e instituições sedeadas nas imediações. Também os comerciantes apontam para uma descida significativa dos negócios. “Isto está muito fraco, quase nem dá para as despesas” disse uma das vendedeiras, que há oito anos monta a sua banca na Feira da Luz. A proprietária daquele espaço atribui parte do desaire “à falta de animação do jardim e de actividades” que levem mais gente ao local.

Paulo Quaresma recordou que, o ano passado, a Junta de Freguesia apresentou uma proposta concreta à “Câmara para revisão do actual cenário da feira, mas que nada ainda foi decidido”.

 

Ver http://jn.sapo.pt/2007/09/30/pais/feira_luz_pode_estar_vias_extincao.html

publicado por Sobreda às 00:34
Link do artigo | Adicionar aos favoritos
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Participar

. Participe neste blogue