Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Segunda-feira, 15 de Outubro de 2007

Riqueza gera pobreza

O padre e presidente da fundação FILOS alerta, em entrevista, para o aumento da pobreza e acusa governantes de esquecerem as pessoas e pensarem só nos contribuintes. Até porque, na sua opinião, há muitos que ganham dinheiro à custa da pobreza.

 

Na próxima 4ª fª vai dar-se um grito de revolta contra a pobreza. Com que linhas se cose essa revolta?

- Vamos dar as mãos e dizer que não nos sentimos bem com as nossas consciências quando sabemos que todos os dias se cruzam (milhares de) toxicodependentes, (…) sem-abrigo a dormir todos os dias na rua; quando vemos que há milhares de pessoas idosas que vivem em condições de habitação desumanas, mergulhadas na pobreza e na solidão; e quando constatamos que o abandono e o insucesso escolar não param de crescer, sobretudo, nos bairros sociais, formando, aos poucos, uma nova geração de analfabetos (…)

 

Em sua opinião, a pobreza tem diminuído ou aumentado nos últimos anos?

- Não tenho dúvidas nenhumas de que tem aumentado. No Mundo, na Europa e em Portugal também, apesar do aumento da riqueza proporcionado pela União Europeia. Ao contrário do que seria teoricamente natural, o que constatamos é que quanto mais riqueza, mais pobreza. A globalização da riqueza também promove a globalização da pobreza. Ora, erradicar significa cortar pela raiz e isso implica o empenho dos governos, instituições e pessoas, de todas as pessoas.

 

Mas há forma de erradicar a pobreza?

- Se cada português colocar num fundo 1% do dinheiro que tem no banco, dá-se um jeito aos casos de pobreza existentes no País. Mas de forma momentânea. Em pouco tempo voltaríamos a ter pobres, porque isto implica um combate civilizacional.

 

Está a dizer que a pobreza é um problema de todos...

- Todos somos cúmplices na pobreza e, por isso, temos obrigação de ser mais solidários. As relações entre pessoas, entre instituições, entre estados têm de ser humanizadas. Além disso, os mais ricos têm de passar a substituir a fobia do lucro por uma política que não promova a exploração das pessoas.

 

O que quer dizer em concreto?

- Quero dizer que as seguradoras, por exemplo, ao anunciarem lucros, em Portugal, de 700 milhões de euros num ano, estão a dizer que exploraram e roubaram as pessoas. Os bancos, as seguradoras e as empresas de telecomunicações engordam à custa do empobrecimento das pessoas. Deviam fazer um exame de consciência, corar de vergonha e pedir perdão ao povo.

 

Aqui entra a famosa questão da distribuição da riqueza...

- Nesse particular temos de sublinhar que, infelizmente, o Estado não dá o exemplo. Quando o Tribunal de Contas diz que se as obras públicas fossem adjudicadas de forma correcta o nosso défice passaria para metade, isso quer dizer que os impostos são mal aplicados. A nossa governação é de má qualidade.

 

Ler entrevista “Banca e seguros ganham milhões a explorar pobres” em www.correiodamanha.pt/noticia.asp?id=261676&idselect=9&idCanal=9&p=200

Ver programa de iniciativas em Telheiras em http://clubephoenix.blogspot.com/2007/10/telheiras-levanta-se-contra-pobreza.html

Temas:
publicado por Sobreda às 02:12
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Participar

. Participe neste blogue