Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007

Contratos bloqueiam consultas no Lumiar

No Centro de Saúde do Lumiar, as consultas de materno-infantil e de planeamento familiar estão com falta de enfermeiros devido à não renovação de alguns contratos, facto que se vem juntar à já crónica falta de médicos de família no mesmo Centro de Saúde.

Face às dúvidas manifestadas pelos médicos, a Ordem considerou que “os médicos têm o direito de não realizar consultas” sem a presença de enfermeiros, considerando que os clínicos do Centro de Saúde do Lumiar não devem realizar consultas de planeamento familiar sem a presença de enfermeiros, para evitar casos de abuso sexual ou de acusações desse comportamento.

O Centro de Saúde do Lumiar tem mais de 20 enfermeiros a trabalhar em regime de 35 horas semanais, que, contudo, não estão a ser suficientes para responder às necessidades. Segundo dados fornecidos pela Ordem dos Enfermeiros (OE), pelo menos quatro profissionais já viram os seus contratos terminados, devendo sair até ao final do mês pelo menos outros três, todos pertencentes ao grupo dos sete enfermeiros com contratos de 19 horas semanais que estavam no activo naquele centro de saúde.

Em causa está o Decreto-lei 276-A/2007, publicado a 31 de Julho, segundo o qual os contratos a termo certo de profissionais de saúde passam de três meses renováveis para um máximo de um ano.

Por sua vez, o Sindicato Independente dos Médicos também se juntou ao coro de críticas, frisando “a gravidade da situação” e a bastonária da Ordem dos Enfermeiros lamentou ainda que a carência de enfermeiros tenha levado ao encerramento da unidade móvel de cuidados de saúde, que presta auxílio à população mais desfavorecida 1.

A notícia vem confirmar que o Sindicato Independente dos Médicos e as Ordem dos Enfermeiros e dos Médicos têm preocupações comuns sobre a prolongada ‘doença’ de que padece o Lumiar 2.

 

1. Ver http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=62355

2. Ver http://cdulumiar.blogs.sapo.pt/135219.html

Temas: ,
publicado por Sobreda às 01:48
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Participar

. Participe neste blogue