Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Sexta-feira, 22 de Setembro de 2006

Quinta de Nossa Senhora da Paz

Lisboa, 20 Set (Lusa) - A Associação de Residentes de Telheiras manifestou-se hoje contra a intenção da Câmara de Lisboa de vender em hasta pública a Quinta de Nossa Senhora da Paz, receando a alteração do uso do edifício.

A venda em hasta pública do imóvel, constituído por um edifício e jardim, no Paço do Lumiar, faz parte de uma proposta subscrita pelo vice-presidente da autarquia, Fontão de Carvalho, que foi hoje apresentada em reunião de câmara.

O autarca refere na proposta que a recuperação do imóvel, que tem "um valor patrimonial inquestionável", será da "maior importância para a zona do Paço do Lumiar, uma vez garantida a possibilidade de utilização pública dos jardins".

Contactada pela agência Lusa, a Associação de Residentes de Telheiras (ART) considerou que a intenção de vender o imóvel merece "a maior desaprovação" e, caso se concretize, "um enorme protesto".

"A alienação de tão significativo património a particulares irá sem dúvida alterar o seu uso, quiçá torná-lo num condomínio privado, com densificação urbana duma zona histórica sensível e afectar o ambiente próprio e peculiar do Paço do Lumiar", acrescenta.

O presidente da ART, Guilherme Pereira, afirmou que o "imóvel teve um bom uso entre 1975 e 2005", mas que actualmente está abandonado.

"A Quinta de Nossa Senhora da Paz está esventrada e está a ser utilizada por sem-abrigos, apesar de estar fechada com um cadeado", contou.

Segundo a ART, a quinta e o palacete foram vendidos à autarquia em 1975 pelos seus antigos donos para servir a população local.

Até 2000, o imóvel acolheu Actividades de Tempos Livres e uma creche, geridos por uma comissão de moradores que "a cuidou com zelo" e a entregou então à câmara, devido à abertura da Escola EB 1 e Jardim-de-Infância do Alto da Faia.

"A partir de então, ficou ao abandono, sendo vandalizada e saqueada, pois não tinha qualquer vigilância e serventia", refere a associação em comunicado.

Guilherme Pereira lembrou uma proposta da Junta de Freguesia do Lumiar de ali instalar um Museu do Brinquedo.

A proposta foi aprovada em 2002 pela Assembleia Municipal, mas sem qualquer efeito prático, salientou.

Associação defende que "o bonito jardim" da quinta poderia constituir um espaço verde para a freguesia, lembrando que está situado numa área em "rápida urbanização".

A ART criticou ainda o facto de a autarquia ter deixado o imóvel ao abandono para "depois o vender e pagar passivos".

O presidente da Câmara de Lisboa, Carmona Rodrigues, anunciou recentemente que a autarquia prevê arrecadar até ao próximo ano 120 milhões de euros com a venda de património municipal disperso.

A medida destina-se a pagar dívidas de curto prazo, que ascendem a 200 milhões de euros, enquanto o passivo total do município ronda os mil milhões.

(Fonte: Agência Lusa)

publicado por cdulumiar às 13:36
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Participar

. Participe neste blogue