Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Segunda-feira, 23 de Abril de 2007

Parque Oeste em Promoção: últimos dias !?

Há cerca de duas décadas atrás foram aprovados parques para a zona norte da cidade de Lisboa, o que assustou alguns serviços internos da Câmara e outros tantos interesses ligados à construção. Um para a zona do vale da Ameixoeira, outro para a Alta de Lisboa, no âmbito do PUAL. Só que, muitos daqueles terrenos estavam na mira de empresas imobiliárias e da sua sociedade gestora. E estas têm pressa de receber de volta os lucros pelo seu investimento. Se possível, construindo com meios baratos. De preferência, ocultando nos locais a construir as vizinhanças de prédios degradados, como os da Rua Pedro de Queirós Pereira, que lhes estragam o negócio.

No ano passado, deixou-se cair a designação de Parque Periférico, como vinha referido no PDM em vigor, que também previa um corredor ecológico, com percursos de bicicleta, equipamentos colectivos e hortas para os mais carentes. Agora alterou-se a designação para coroa periférica urbana, talvez por falta de coragem de lhe chamar coroa de espinhos. Para os moradores, bem entendido, não para os promotores cuja publicidade ameaça fazer concorrência aos períodos de saldo de existências das lojas a custos mais reduzidos.

Porquê a designação de Parque? Foi "projectado pela arq. Isabel Aguirre de Urcola e está a ser criado de raiz desde 2005". Mas obras como a projectada pista de ski ou a pista de atletismo vieram retalhar o já ameaçado Parque Periférico 1. Uma estrutura verde deve ter a presença da natureza, a biodiversidade, uma estruturação ecológica num sistema de contínuo. Os pseudo jardins poderão ser bonitos de se ve(nde)r, mas precisam de percursos de uso e circulação. E as habitações requerem laços de vizinhança e não o serem meros dormitórios.

Os publicitários tudo prometem, na esperança de que haja quem compre primeiro e veja depois.

Mas a realidade é outra, e essa, por motivos 'comerciais', oculta-se 2.

Primeiro constrói-se em altura, sem considerar a regularização do sistema de ventos, do regime hídrico e cintura verde, áreas de recreio, desporto e turismo, a cultura, a educação e áreas produtivas, sem obrigatoriamente incluir a reconversão de espaços por vezes já muito degradados. Porque o lucro sempre condiciona estas opções, até que as populações decidam defender os seus direitos. Noutros casos, são os débeis materiais de construção utilizados que não resistem a actividades mais violentas, como 'boladas', gerando a óbvia falta de segurança para os utentes de algumas zonas.

Porque desconhecem os planeadores e os paisagistas que “uma estrutura verde nunca chega ao fim, joga com o desenho da vida e esta está sempre a modificar-se” 3 ?

1. Ver http://viveraltadelisboa.blogspot.com/2007/04/pista-de-ski-impede-parque-perifrico.html

2. Foto de http://viveraltadelisboa.blogspot.com/2007/03/malha-6.html

3. Ver “A vida é uma chatice sem amigos”, Sol 2007-04-06

publicado por Sobreda às 23:57
Link do artigo | Adicionar aos favoritos
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Participar

. Participe neste blogue