Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Sábado, 23 de Agosto de 2008

Governo apoia empresa acusada de violar lei laboral

O primeiro-ministro foi esta semana anunciar 1200 novos postos de trabalho, para 2009, num ‘call center’ da PT Contact que tem vários processos levantados pela Inspecção de Trabalho. E quem confirma estas suspeitas é o Governo, através do Ministério do Trabalho. De facto, a empresa, à qual o primeiro-ministro se associou esta semana neste acção de ‘marketing’, já foi alvo de vários processos por suspeitas de violação da Lei do Trabalho.

Quem reconhece estas situações de precariedade nos ‘call centers’ da PT é o próprio Ministro do Trabalho, confirmando que existem processos levantados pela Autoridade das Condições de Trabalho (ACT) que chegam a tribunal, embora a PT não tenha perdido nenhum deles. Os casos mais graves prendem-se com a contratação de trabalhadores no Porto.
Como se processa esta precariedade? O vínculo laboral destes trabalhadores é com empresas de trabalho temporário e nunca - obviamente - com a PT Contact, que gere a atribuição de recursos humanos aos ‘call centers’ da PT. Ao fim de alguns meses, as pessoas passam para outra empresa de trabalho temporário, mas… continuam a trabalhar no ‘call center’, e assim sucessivamente! Dessa forma, conseguem estar vários anos a trabalhar no ‘call center’, mas sem nunca pertencer ao quadro da PT 1. No mínimo é engenhoso.

 

 

Também de imediato a CGTP denunciou esta suspeita, com a ida do primeiro-ministro a Santo Tirso para ‘publicitar’ a instalação de mais um ‘call center’ da PT. Para a Intersindical, este anúncio pode tratar-se de um embuste, dado que certamente o que vai acontecer é uma deslocalização de serviços desta empresa, substituindo trabalhadores por outros trabalhadores, ou seja, encerrando serviços da PT em Lisboa, e transferindo-os para Santo Tirso, com o mero objectivo de reduzir custos 2.
A central sindical refere que “o primeiro-ministro não explicou à custa de quê e que tipo de emprego vai ser criado” e lembra que nos 'call centers' existentes “100% dos trabalhadores são precários” e ganham cerca de 500 euros, embora tenham no mínimo o 12º ano.
Por isso, “a CGTP considera que é imperioso criar emprego, mas é fundamental que este assente numa estratégia de desenvolvimento e que não seja para servir de propaganda e que tenha estabilidade e qualidade. Impõe-se mudar a página do trabalho precário e mal remunerado”, defende no comunicado.
A CGTP considerou ainda que o primeiro-ministro teve necessidade de se concentrar no tema do emprego, após as férias, porque a taxa de desemprego continua elevada (7,3%, segundo os últimos dados do INE), e o desemprego de longa duração tem vindo a aumentar, atingindo mais de 49% dos desempregados 3.
Contudo, se para além deste ‘embuste’ governamental forem considerados os ‘falsos empregados’ a taxa real de desemprego sobe de imediato para perto dos 9%.
 
1. Ver http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=106372
2. Ver www.cgtp.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=991&Itemid=106
3. Ver http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1339595
publicado por Sobreda às 11:26
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Participar

. Participe neste blogue