Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CDU LUMIAR

Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

CDU LUMIAR

Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

Franco convenceu os vereadores do PS

Sobreda, 28.04.07

De novo se opta por transcrever, sem comentários, a notícia que se segue.

«O Sporting poderá estar mais perto de garantir a aprovação do projecto relativo aos terrenos do antigo estádio, que vai proporcionar um encaixe financeiro de 27,5 milhões de euros. Ontem, pelas 18 horas, o presidente dos leões, Filipe Soares Franco – acompanhado por Pedro Batalha Ribeiro e Miguel Salema Garção –, foi recebido na Câmara Municipal de Lisboa por três vereadores do Partido Socialista – Dias Baptista, Rui Paulo Figueiredo e Natalina Moura –, junto de quem esclareceu a posição do clube sobre esta matéria.

As explicações de Soares foram bem recebidas e, no final da reunião, Dias Baptista reconheceu que não encontrava razões para inviabilizar a aprovação da proposta. “Aquilo que me parece importante é que os três vereadores do PS presentes nesta reunião ficaram cientes de que a proposta tem condições para ser aprovada. Não há razão para ser reprovada”, assegurou o vereador socialista, que explicou ainda o teor da conversa: “O Sporting apresentou os seus pontos de vista mas, mais do que isso, apresentou as garantias que tem contratualizadas com a CML e com o Município. Evidentemente que, nessas garantias de que o Sporting dispõe, existe um contrato programa que clarifica os direitos concedidos ao Sporting da edificabilidade de 109 mil metros quadrados, mais 29 mil metros quadrados. O Sporting demonstrou que tem direito a eles.” Dias Baptista afirmou também que não encontrava qualquer ilegalidade neste processo: “Na análise que nós fizemos, esta proposta cumpre o regulamento do PDM, por isso não se pode dizer que é uma proposta ilegal.”

Filipe Soares Franco também se mostrou satisfeito com o encontro de ontem. “Saio mais seguro de ter conseguido explicar, a um partido que tem uma grande força na Câmara, a valência dos nossos pontos de vista”, confessou, à saída do edifício, reafirmando ainda a vontade de ver o processo concluído: “Espero que esteja resolvido a muito curto prazo. Muito pior do que uma má decisão é uma não-decisão.” Já antes, no almoço de comemoração do primeiro ano do seu mandato, Soares Franco tinha revelado que esperava que o projecto fosse votado na reunião de Câmara do próximo dia 9 de Maio».

Ver www.ojogo.pt/23-66/artigo628220.asp