Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Domingo, 2 de Novembro de 2008

Autarquia e Estradas de Portugal podem ser processadas

As vítimas das inundações em Sete Rios ponderam avançar com uma acção judicial contra a CML e as Estradas de Portugal, pois querem ser ressarcidos dos prejuízos provocados pela tromba de água que atingiu aquela parte da cidade, há duas semanas.
Duas semanas depois ainda está bem viva na memória a enxurrada de água que entrou por vários restaurantes e casas de Sete Rios. Aquela zona da capital transformou-se num verdadeiro lago e as contas aos prejuízos ainda estão a ser feitas. Para já está a ser estudada a hipótese de avançar com uma acção contra a autarquia e as Estradas de Portugal, explica o proprietário de um dos restaurantes afectados.
Grande parte da água que inundou Sete Rios caiu do Eixo Norte-Sul, que passa por cima daquela praça, e também dos algerozes daquele viaduto. Estes problemas de escoamento começaram, entretanto, a ser arranjados, como testemunham alguns comerciantes.
Mas Sete Rios não foi a única zona da capital que inundou naquela altura. Outras das ruas de Lisboa transformaram-se também em verdadeiros rios, no passado dia 18.
Por exemplo, a Avenida de Berna foi do mesmo modo atingida pela tromba de água e as inundações de 18 de Outubro. Os comerciantes que trabalham cara a cara com a Fundação Calouste Gulbenkian avançam várias explicações para o sucedido.
Do que não há dúvida é que, quer nestes locais, quer na Praça do Chile, aponta-se o dedo à responsabilidade da CML, devido ao estado de entupimento das sarjetas 1. Problema que neste blogue fora já alertado no final do passado mês de Setembro 2.
 
1. Ler www.rr.pt/InformacaoDetalhe.aspx?AreaId=11&SubAreaId=53&ContentId=265338
2. Ver http://cdulumiar.blogs.sapo.pt/335173.html
publicado por Sobreda às 00:46
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Participar

. Participe neste blogue