Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008

Nacionalizações ou privatizações?

Em 10 de Outubro, o Banco Português de Negócios (BPN) recorreu à CGD para resolver uma emergente situação de falta de liquidez. Segundo fontes ligadas ao banco presidido por Miguel Cadilhe, o BPN pedira ao Banco de Portugal para contrair um empréstimo de 200 milhões de euros junto do banco público, a fim de procurar responder aos compromissos mais imediatos da sua gestão 1.

Mas, perante a “iminente ruptura de pagamentos”, com perda acumulada de 700 milhões de euros, e a suspeita de ilegalidades, levaram ontem o Governo a optar pela nacionalização do BPN, no final da reunião extraordinária do Conselho de Ministros 2.
De imediato, o secretário-geral do PCP considerou como positiva a nacionalização do BPN, mas levantou diversas dúvidas, nomeadamente sobre os reais objectivos desta medida, tendo em conta que o Governo socialista pretende privatizar a GALP, a ANA e a TAP.
“Evidentemente que a nossa primeira reacção é positiva”, num quadro em que o “Estado português pode deter posições importantes em áreas estratégicas da economia, visando o seu relançamento e o apoio ao aparelho produtivo e à produção nacional”. “Na nossa conferência económica considerámos fundamental o Estado deter uma posição predominante no sector financeiro”, disse ainda Jerónimo de Sousa à margem de um almoço-convívio promovido por uma organização concelhia do PCP.
Sublinhou ainda que a nacionalização do BPN, tendo em conta a área que ocupava de negócios e investimento, “é uma excelente oportunidade para apoiar as pequenas e médias empresas portuguesas”. “É uma oportunidade, mas vamos ver o que o Governo pretende com ela”.
O secretário-geral lembrou que o PCP já tinha considerado fundamental na sua conferência económica “o Estado deter uma posição determinante no sector financeiro”. “Naturalmente que esta medida, apesar de ser sobre um pequeno banco, levanta interrogações, que é preciso esclarecer. Em primeiro lugar, esta é uma nacionalização para quê? Para salvar apenas numa situação temporária e voltar outra vez a privatizar ou só para manter? Precisamos de saber”, disse o dirigente comunista 3.
Ou seja, como resolve o ‘Governo socialista’ a contradição de propôr ao Parlamento a nacionalização das dívidas do BPN, mas depois insistir em privatizar os lucros de empresas como a GALP, a TAP e a ANA?
 
1. Ver http://dn.sapo.pt/2008/10/11/economia/cgd_empresta_milhoes_euros_bpn.html
2. Ver http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=1037597 
3. Ver http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=115467
publicado por Sobreda às 00:51
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Participar

. Participe neste blogue