Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Quarta-feira, 9 de Maio de 2007

Cronologia de meio mandato de direita em Lisboa

Em 2005:

06 de Abril: O vice-presidente da Câmara de Lisboa, Carmona Rodrigues, afirma ser o candidato melhor colocado para disputar a autarquia com o apoio do PSD nas autárquicas seguintes.

01 de Agosto: Queixa judicial da CDU (PCP / PEV) sobre a ruinosa permuta de terrenos Parque-Mayer / Entrecampos (caso BragaParques).

09 de Outubro: Carmona Rodrigues vence a Câmara de Lisboa com 42,43 por cento dos votos, conquistando oito vereadores para o PSD, uma maioria relativa.

28 de Outubro: Carmona Rodrigues toma posse como presidente da maior autarquia do país e inicia conversações com o CDS-PP para uma coligação com vista a garantir uma maioria absoluta no executivo municipal.

Em 2006:

05 de Janeiro: É anunciada a coligação pós-eleitoral entre PSD e CDS-PP.

22 de Janeiro: O vereador eleito pelo Bloco de Esquerda pede uma relação de todos os negócios entre a autarquia e a empresa Bragaparques, que acusa de tentativa de suborno.

19 de Março: É inaugurado o Casino de Lisboa.

26 de Julho: Provedoria de Justiça divulga irregularidades em empreendimento na avenida Infante Santo, cujo promotor teria sido favorecido pela autarquia.

09 de Agosto: Carmona Rodrigues anuncia embargo a obra na Infante Santo.

05 de Setembro: Agentes do Departamento Central de Investigação da Corrupção e Criminalidade Económico-Financeira da Polícia Judiciária fazem buscas na Empresa Municipal de Urbanismo de Lisboa (EPUL).

11 de Setembro: Carmona Rodrigues assume que o passivo da Câmara ascende a mil milhões de euros.

18 de Setembro: O presidente da Câmara pede à Inspecção-Geral de Finanças uma auditoria à EPUL.

20 de Setembro: A autarquia anuncia o ambicioso projecto de revitalização da Baixa-Chiado, coordenado pela vereadora do CDS-PP, Maria José Nogueira Pinto.

15 de Novembro: O PSD rompe a coligação com o CDS-PP depois de um voto negativo de Maria José Nogueira Pinto a uma nomeação para uma Sociedade de Reabilitação Urbana.

23 de Novembro: Câmara e Governo colidem devido a loteamento aprovado pela autarquia para terreno reservado para rede ferroviária de Alta Velocidade.

11 de Dezembro: Orçamento de 850 milhões de euros aprovado com abstenção de Maria José Nogueira Pinto e voto contra do PS, CDU e BE.

15 de Dezembro: Governo anuncia que só aprova dois projectos do plano de revitalização da Baixa.

23 de Dezembro: Carmona Rodrigues abre sindicância aos serviços de Urbanismo da Câmara.

Em 2007:

23 de Janeiro: PJ e Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) fazem buscas na Câmara, em casas de autarcas, na EPUL e em empresas relacionadas com a Bragaparques, suspeitando de tráfico de influências e corrupção, entre outros crimes.

25 de Janeiro: Vereadora do Urbanismo, Gabriela Seara, suspende mandato por oito meses por ter sido constituída arguida no âmbito do caso Bragaparques. Vice-presidente da Câmara, Fontão de Carvalho, nega ser arguido no caso Bragaparques.

26 de Janeiro: Carmona Rodrigues pede audiência a Procurador- Geral da República.

30 de Janeiro: Carmona Rodrigues afirma ter condições para cumprir mandato até ao fim.

03 de Fevereiro: Ex-vereadora do Urbanismo, Eduarda Napoleão, constituída arguida pelo Ministério Público no caso Bragaparques.

07 de Fevereiro: Carmona Rodrigues anuncia abertura do Túnel do Marquês para Abril.

14 de Fevereiro: Fontão de Carvalho é constituído arguido no âmbito do caso dos prémios de produtividade alegadamente indevidos e pagos a administradores da EPUL.

15 de Fevereiro: DIAP anuncia que cinco pessoas foram acusadas no caso EPUL, por alegada prática do crime de peculato. Fontão de Carvalho diz que se manterá em funções.

16 de Fevereiro: Fontão de Carvalho diz ter pedido suspensão de mandato com efeito retroactivo a 26 de Fevereiro. Carmona reitera condições de governabilidade na autarquia. Oposição reclama eleições intercalares.

21 de Fevereiro: Presidente da empresa municipal que gere habitação social em Lisboa (Gebalis) questiona legalidade de relatório encomendado por vereador social-democrata Lipari Pinto e enviado para Tribunal de Contas e Inspecção-Geral de Finanças, que aponta alegadas irregularidades na gestão da empresa. Maria José Nogueira Pinto nega irregularidades durante a sua gestão da Gebalis.

01 de Março: Carmona Rodrigues manifesta disponibilidade para se recandidatar nas eleições autárquicas de 2009.

28 de Março: Maria José Nogueira Pinto anuncia saída do CDS-PP e da vereação, sendo substituída por Miguel Anacoreta Correia.

03 de Abril: Socialista presidente da Junta de Freguesia dos Olivais, José Rosa do Egipto, nomeado para administração da EPUL sob contestação da oposição, que reclama incompatibilidade.

11 de Abril: Lipari Pinto anuncia demissão da administração da Gebalis. Câmara adopta nova legislação que impede vereadores de acumularem remunerações por cargos de gestão nas empresas municipais.

25 de Abril: Abre parcialmente o Túnel do Marquês, com mais de dois anos de atraso em relação à data inicialmente prevista.

27 de Abril: Carmona Rodrigues é notificado para ser ouvido como arguido pelo DIAP no âmbito do caso Bragaparques.

02 de Maio: Líder do PSD, Marques Mendes, defende que única solução para crise na Câmara é a realização de eleições intercalares, assegurando que Carmona Rodrigues "coincidiu" nessa avaliação.

03 de Maio: Carmona Rodrigues é ouvido no DIAP e à noite anuncia que só renuncia ao mandato se vereadores do PSD o fizerem. Marques Mendes diz que vereadores que não renunciarem perderão confiança política do partido.

04 de Maio: Vereadores do PSD anunciam renúncia aos mandatos. Carmona Rodrigues diz que renuncia se os vereadores de todos os partidos o fizerem. Trabalhadores da Câmara manifestam-se em apoio a Carmona Rodrigues em serviços do Campo Grande.

07 de Maio: Vereadores do PS, CDU, Bloco de Esquerda e CDS-PP dão até ao final da semana para sociais-democratas renunciarem, senão será a oposição a demitir-se em bloco, provocando eleições intercalares.

09 de Maio: A Ordem de Trabalhos da (última) reunião de Câmara é suspensa. O executivo camarário cai à meia-noite por falta de quórum. Será nomeada uma comissão administrativa de gestão.

Fonte: Lusa, SIR-8986262

Temas:
publicado por Sobreda às 16:38
Link do artigo | Adicionar aos favoritos
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Participar

. Participe neste blogue