Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CDU LUMIAR

Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

CDU LUMIAR

Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

Reabertura de processos urbanísticos para a Baixa Chiado

Sobreda, 20.12.08

A CML aprovou, na passada 4ª fª, 39 processos urbanísticos para a Baixa-Chiado, que dizem respeito a 171 fogos, 35 mil metros quadrados de comércio, 25 mil metros quadrados de serviços e um hotel com 50 quartos.

A área da Baixa estava “bloqueada há 14 anos no PDM”, tendo as medidas preventivas publicadas a semana passada em Diário da República permitido a aprovação destes processos, entre os quais se encontra o projecto de arquitectura para a instalação do Museu da Moda e do Design e da Loja do Cidadão no antigo edifício do Banco Nacional Ultramarino, designados de projectos “âncora” para a revitalização da Baixa Chiado.
O plano de pormenor prevê ainda a instalação de hotéis no Convento Corpus Chiristi, no edifício da Pastelaria Suiça e no quarteirão do Braz e Braz, bem como a reabilitação do quarteirão da Bertrand do Chiado.
A vereadora do PCP Rita Magrinho contestou alguns dos processos aprovados para a Rua do Arsenal e Travessa do Cotovelo, por implicarem um aumento de pisos, o que virá prejudicar “as vistas de quem vivem naquela encosta”.
O movimento Cidadãos por Lisboa pretendia ainda aproveitar o momento para fazer aprovar a afectação de parte dos fogos a reabilitar na Baixa a “arrendamento jovem ou a custos controlados”, por considerar ser “uma oportunidade histórica única para a revitalização, mas acompanhada de outras medidas”, sem ser mera aprovação de processos, numa capital que constitui a maior cidade universitária do País, com 100 mil estudantes (um quinto da população).
A CML aprovou igualmente a aquisição de um edifício no Largo de São Miguel, em Alfama, para a instalação do futuro Museu da Comunidade Judaica, equipamento que poderá “reconhecer o contributo excepcional que a comunidade deu à cidade e valorizar o espólio que a comunidade tem acumulado”.
O presidente da CML sublinhou que a criação deste Museu se inseria nas iniciativas do ano europeu do diálogo intercultural, a par da inauguração do núcleo museológico da antiga cidade islâmica, no Castelo de São Jorge, e da criação do Museu de arte contemporânea africana ‘África.cont’, a instalar nas Tercenas do Marquês.
A CML aprovou ainda a construção da escola básica e do jardim-de-infância da Pena, bem como de um jardim-de-infância no Lumiar e obras de beneficiação na escola básica 67 do Bairro Padre Cruz, em Carnide.
 
Ver Lusa doc. nº 9128564, 17/12/2008 - 22:44