Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2008

Outro rumo para Portugal

O secretário-geral do PCP dirigiu uma mensagem de ano novo aos portugueses, disponível na Internet, em que se manifesta convicto de que «sim, é possível uma vida melhor», uma política alternativa.

«Nós estamos convictos que, sim, é possível, que é possível uma vida melhor», declara o secretário-geral do PCP, fazendo lembrar o slogan «Yes, we can», do presidente eleito dos EUA.
Jerónimo de Sousa gravou uma mensagem de ano novo de cerca de dois minutos, com um fundo vermelho, que começa com 30 segundos de imagens do último Congresso do PCP, ao som da Internacional. O vídeo encontra-se na página do partido na Internet em www.pcp.pt
No discurso de encerramento do XVIII Congresso do PCP, o secretário-geral comunista já tinha utilizado, repetidas vezes, a expressão «sim, é possível», defendendo uma mudança de política.
Na mensagem de ano novo, Jerónimo de Sousa apela à «luta» dos portugueses, dizendo que «uma vida melhor também está nas mãos de todos aqueles que não se conformam, que não se resignam, que não aceitam as injustiças e que lutam por mais direitos, que lutam por uma vida mais digna, por um país de progresso e de justiça social».
«Para o PCP, a resposta à crise e aos problemas do país passa pelo aumento dos salários e pensões, passa por mais direitos para os trabalhadores, pelo combate à precariedade e naturalmente pelo abandono das alterações à legislação laboral que procuram agravar ainda mais a exploração dos trabalhadores e do povo português», afirma.
Segundo o secretário-geral do PCP, impõe-se, além disso, «uma maior intervenção do Estado na economia – não para dar milhões aos banqueiros, mas para a dinamização das empresas e do investimento público, para a defesa da produção nacional, para os apoios necessários às micro, pequenas e médias empresas, para a defesa da agricultura, das pescas e da indústria».
«Os problemas do país não se resolvem com mais do mesmo, é preciso uma ruptura com a política de direita», sustenta.
Jerónimo de Sousa refere, no início da sua mensagem, «o aumento do desemprego, o crescente endividamento das famílias, os aumentos dos preços já anunciados, seja no pão ou na energia, o Orçamento de Estado aprovado na Assembleia da República, a ameaça da aplicação da nova legislação laboral, os encerramentos de empresas», considerando que «não auguram nada de bom» para 2009.
O secretário-geral do PCP acusa o Governo do PS de insistir «na propaganda» e na «mesma política errada e injusta» que sacrifica o «povo» e beneficia «os responsáveis da crise». «Nós dizemos que o país não está condenado ao definhamento, nem à estagnação, que as desigualdades e injustiças sociais não são um destino inevitável, que há outro caminho, que há outro rumo para Portugal».
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Politica/Interior.aspx?content_id=121380
Temas:
publicado por teresa roque às 09:42
Link do artigo | Adicionar aos favoritos
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Participar

. Participe neste blogue