Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009

Indisponibilidade para políticas de direita

O líder da organização distrital de Lisboa do PCP, Carlos Chaparro, afirmou ontem não existirem “condições políticas” para uma coligação com o PS nas eleições autárquicas, não afastando porém a possibilidade de um entendimento pós-eleitoral.
Na conferência de imprensa realizada no Centro de Trabalho Vitória, na Avenida da Liberdade, questionado sobre a possibilidade de um acordo pós-eleitoral da CDU, acrescentou: “a ver vamos, deixemos votar os eleitores”.
Acontece que “o nosso projecto para a cidade é completamente antagónico ao do PS”, afirmou, reconhecendo que a rejeição a um entendimento com os socialistas em Lisboa também se deve a questões nacionais que, em conjunto com um projecto distinto para a cidade, pesaram “decisivamente nesta avaliação”.
Depois “temos o António Costa como o homem que escreve a moção para a continuação da política de direita de Sócrates”, argumentou.
Interrogado sobre se a falta de entendimentos à esquerda poderá favorecer uma eventual eleição do candidato do PSD, afirmou confiar que “os eleitores de Lisboa ainda se lembrem da gestão de Santana Lopes”. “Não cumpriu promessa nenhuma, não tem nada para apresentar a não ser o Túnel, que continua em fiscalização pelo Tribunal de Contas”, argumentou.
Responsabilizou ainda Santana Lopes pelo “problema do Parque Mayer”, pelos processos que decorreram da sindicância aos serviços do Urbanismo e pelo endividamento da autarquia.
 
Ver http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?article=383350&visual=26&rss=0
publicado por Sobreda às 01:56
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Participar

. Participe neste blogue