Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2009

O 'agente da intriga'

O presidente da CML, António Costa, acusou ontem o presidente da Junta de Freguesia de Carnide argumentando que “consigo é impossível dialogar, o senhor recusa-se a ser parte da solução e passa a ser parte do problema. É o permanente agente da intriga contra a Câmara”, adiantou o presidente da autarquia (PS), na Assembleia Municipal de Lisboa, dirigindo-se a Paulo Quaresma (PCP), o que levantou de imediato uma onde de protestos das bancadas e dos presidentes de Junta de outras forças políticas, que saíram em defesa do presidente de Carnide.

Tudo começou porque a população da freguesia apareceu em massa na AML para defender os seus direitos, tendo o presidente da Junta de Carnide exigido na AML a requalificação do Bairro Padre Cruz, depois de vários moradores daquela zona terem feito semelhante exigência durante o período de intervenção aberto ao público.
Antes da sessão da AML os ânimos já estavam azedados, pois no início da reunião o vereador do urbanismo fizera pôr a circular a entrada do Fórum Roma (sede da AML) um comunicado à população, considerado pouco ético.
O presidente da CML afirmou mesmo que o presidente da Junta tem uma “particular animosidade” contra si, patente nos editoriais do boletim da Junta, quando Costa era ainda candidato à Presidência da autarquia. “Nunca me verá a insultá-lo. Goste ou não goste de si, é um sentimento pessoal que tenho o dever institucional de não colocar em cima da mesa”.
Antes da intervenção de Costa, o vereador do Urbanismo (PS) tinha recusado a mediação da Junta de Freguesia a propósito da requalificação do Bairro Padre Cruz, afirmando que trabalharia com o “grupo comunitário”, ao qual reconhecia “representatividade”.
Paulo Quaresma acrescentou que “nunca insultei o senhor presidente, mas hoje senti-me insultado. Eu exerço o meu mandato e exercer o meu mandato é muitas vezes ter uma opinião contrária à do senhor presidente da Câmara”, dizendo que considera que Costa teve um “tique autoritário e anti-democrático” e afirmou que nunca tinha assistido a um “puxar de orelhas de um presidente de Câmara a um presidente de Junta de Freguesia”, numa atitude que classificou como “quase de chantagem” e acrescentou que a única vez que, com o seu conhecimento, Costa, se deslocara a Carnide, fora “muito bem recebido”.
O autarca de Carnide acusou também a CML de “desrespeito institucional” ao não pagar verbas de delegação de competências devidas desde 2003 e iniciar obras na Freguesia sem avisar a Junta.
A CML promovera a construção do Bairro Padre Cruz, entre os anos 1959 e 1962, para realojar a população afectada por obras de remodelação urbanística, proveniente de diversos locais da cidade, nomeadamente os moradores da Quinta da Calçada, que foram desalojados para permitir o início da construção da Cidade Universitária.
O Bairro Padre Cruz inclui uma zona de alvenaria, onde vivem cerca de 860 famílias, e o Parque dos Artistas de Circo, onde vivem cerca de 40 agregados, de acordo com dados divulgados no último mandato autárquico 1.
 
De imediato (já hoje de madrugada) a CDU emitiu uma nota onde repudia com toda a veemência este tipo de atitudes. Os eleitos da CDU consideram seu dever e sua honra defender os interesses da população que os elegeu e continuarão a cumprir essa sua obrigação.
Ao Presidente da CML dói que os Presidentes das Juntas de Freguesia da CDU sejam firmes. Mas pode ter uma certeza: assim continuará a ser. O único móbil da nossa acção é a defesa dos interesses da população.
Ao Presidente da Câmara de Lisboa faltou elevação democrática e respeito pelas regras da convivência pluralista que caracteriza as relações entre eleitos representantes das populações. Já não estamos no tempo em que os presidentes de Junta eram designados pelo Governo. Hoje são eleitos pela população e representam quem os elege.
A CDU lamenta e repudia tal demonstração de tão baixa e preocupante atitude 2.
 
 
publicado por Sobreda às 02:34
Link do artigo | Adicionar aos favoritos
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Participar

. Participe neste blogue