Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

.Temas

. cml(388)

. governo(157)

. telheiras(157)

. cdu(146)

. lumiar(133)

. eleições autárquicas(131)

. urbanismo(117)

. pcp(101)

. alta do lumiar(97)

. partidos políticos(96)

. segurança(94)

. orçamento(93)

. carnide(84)

. pev(83)

. trabalho(83)

. desemprego(77)

. saúde(76)

. trânsito(74)

. sindicatos(70)

. economia(68)

. todas as tags

.Pesquisar neste blogue

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
23
24
29
30
31

.Artigos recentes

. Gestão incompetente, estr...

. A comunicação social é um...

. Apontamentos insuficiente...

. Notas sobre a sessão de c...

. Cínicos e desprezíveis

. Assembleia da ´República ...

. 26 Março - Manifestação N...

. Festa do AVANTE promove «...

. Ensino Profissional em Po...

. O movimento associativo p...

. Realizou-se a Assembleia ...

. Que política é esta?

. Orçamento do Estado para ...

. 13 Março - Assembleia da ...

. Acção Nacional dia 16 – “...

. 18 Março - Inauguração da...

. CML - Segunda Circular e ...

. 100 anos, 100 acções do P...

. Um grande Comício no Aniv...

. Câmara de Lisboa: Grandes...

. Taxas na Cidade de Lisboa...

. ...

. Lutar: A resposta dos tra...

. Obras na escola pré-fabri...

. CT Lumiar - Almoço comemo...

. PCP contacta trabalhadore...

. 6 Março - Comicio Anivers...

. REÚNE EM ÉVORA O PRÓXIMO ...

. CML - Orçamento participa...

. PCP apresenta na Assemble...

. Requerimento sobre o Bair...

. O TRATADO DO GRANDE CAPIT...

. Injustiça nas leis, (in)j...

. Medidas do Governo são in...

. Desemprego e Pensões a re...

. LINHAS DE ALTA TENSÃO - O...

. HOJE NO COLISEU - A homen...

. PCP: Em defesa da Saúde p...

. 27 Novembro, O Capital Re...

. 4 Dezembro - Homenagem a ...

. 25 Novembro, Debate promo...

. A RESPOSTA NECESSÁRIA E I...

. PCP quer reduzir desigual...

. O salto à Vara

. Aumento do Salário Mínimo...

. Dívidas à Segurança Socia...

. Combate à corrupção em di...

. Associação Iúri Gagárin p...

. Despedimentos e encerrame...

. O Sr. Governador

.Arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Ligações

Domingo, 24 de Maio de 2009

Mais de 80 mil em protesto

Mais de uma hora após o início da manifestação, e quando os principais dirigentes políticos que encabeçavam a marcha já se encontravam no Marquês de Pombal, ainda muitos manifestantes não tinham começado a andar no Campo Pequeno, preenchendo totalmente as avenidas Fontes Pereira de Melo e da República.

 

 

Foram cerca de 85 mil pessoas que saíram da Praça do Saldanha numa marcha de protesto com destino ao Marquês de Pombal.
A liderar a marcha estiveram os candidatos às eleições europeias na lista da CDU e as principais figuras da Associação Intervenção Democrática, do Partido Ecologista “Os Verdes” e do Partido Comunista Português.
Na frente, rodeada das juventudes partidárias, Ilda Figueiredo empunhava uma faixa onde se lia ‘Nova política - Uma vida melhor!’. Já o secretário-geral do PCP sublinhou que “nunca uma força política realizou uma iniciativa com esta dimensão e esta combatividade”, marcha que “tem um conteúdo que vai para além do conteúdo eleitoral”, em particular no contexto “da crise que vivemos, dos apelos e convites à resignação, ao conformismo e ao desespero”.
O secretário-geral destacou ainda a “componente de luta, de disponibilidade para os combates que aí vêm e que vão ser muitos”, num ano com três actos eleitorais: europeias, legislativas e autárquicas. “A CDU está a crescer. Estamos a construir ainda o resultado. As sondagens que não se precipitem. Deixem o povo votar e depois verão”, reforçou. Intervieram ainda Heloísa Apolónia, pelo PEV, e Corregedor da Fonseca pela ID.
Os manifestantes gritavam palavras de ordem como ‘CDU avança com toda a confiança’, ‘Abril de novo com a força do povo’ ou ‘É preciso dizer basta, esta política já está gasta’. A animação musical esteve a cargo de Samuel e de Maria Basto e a locução de Cândido Mota 1.
Como recentemente desabafou uma ‘líder’ partidária, “ainda bem que já passou o tempo das manifestações políticas”. Só que, infelizmente para ela, neste caso foram ‘só’ mais de 80 mil a extravasarem o seu protesto pelas políticas de direita, ao longo de duas das principais avenidas da capital.
 
1. Ver http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1382474
Temas:
publicado por Sobreda às 00:57
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Participar

. Participe neste blogue