Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CDU LUMIAR

Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

CDU LUMIAR

Blogue conjunto do PCP e do PEV Lumiar. Participar é obrigatório! Vê também o sítio www.cdulumiar.no.sapo.pt

Carta educativa em Telheiras

Sobreda, 09.04.08
A CML apresentou os dados referentes à Carta Educativa de Lisboa, nele se incluindo o Agrupamento 11 - Telheiras 1.
O Quadro II.4.1.5–A apresenta o balanço oferta–procura para as frequências verificadas em 2005/06, não se constatando carências assinaláveis para nenhum nível de ensino. No entanto, é de referir que a EB1/JI do Alto da Faia tem actualmente (2007/08) a sua capacidade esgotada e uma procura muito elevada, a que não consegue dar resposta integral.

 

 

De modo similar os dois jardins de infância existentes no Agrupamento (JI autónomo de Telheiras e JI associado à Escola do Alto da Faia), apresentam listas de espera significativas em 2007/08, o que indicia esgotamento da oferta.
A EB1 de Telheiras acolhe uma sala específica de apoio a crianças com deficiências (UAAM - Unidade de Apoio a Alunos com Multideficiência), que tem registado uma procura crescente.
Relativamente à sede do Agrupamento (EB23 de Telheiras) é de assinalar que a sua frequência registou um aumento do número de alunos no corrente ano lectivo, devido a transferências de alunos da EB23 Lindley Cintra / Lumiar que se encontra em obras.
Numa apreciação global relativa a este Agrupamento, é de salientar que a sua localização e posicionamento face a eixos viários estruturantes na cidade, torna particularmente atractiva a frequência dos seus estabelecimentos por crianças que não residem na área.

 

 

O balanço para a procura projectada para 2008 apresentado no Quadro II.4.1.5–B não evidencia carências de oferta para nenhum dos níveis de ensino, com excepção do secundário, para o qual não existe oferta neste Território Educativo.
No entanto, reforçam-se as observações acima no que respeita ao esgotamento da capacidade dos estabelecimentos existentes que as projecções produzidas não capturam adequadamente.
 

Reforma do ensino artístico

cdulumiar, 19.02.08

thumb_ensino-artisticoMiguel Tiago, ao intervir na AR sobre a Reforma do Ensino Artístico, denunciou a “tentativa de privatização que o governo conduz sobre o Ensino Artístico” que ,com o falso argumento de democratizar o Ensino das Artes,  “anuncia o fim da frequência das escolas do Ensino Artístico Especializado por aqueles que não adiram ao ensino integrado”.

Miguel Tiago afirmou que o PCP não deixará passar em claro esta tentativa por parte do Governo e de “empreender todos os esforços para a defesa do património cultural e educativo do actual regime de ensino artístico”.

Ler mais...